m12 2018
CIDADE DE DEUS
A conquista do território
São Paulo, Sexta-feira, 20 de Abril de 2018
igreja em celulasvisão celulas
Estudo para os 12
16/09/2015
Consolidação: A ferramenta de Deus para Conservar a Liderança.

“E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos.” At. 2 : 47

Se você é um discípulo ou um líder na visão, não se permita andar desmotivado, como quem não tem mais propósitos, sonhos e alvos a serem realizados. Deus hoje quer falar com você! Você que perdeu o primeiro amor, deixou o ânimo de lado, voltou a crucificar Jesus pelas suas atitudes, que está dentro da comunidade, mas se comporta como o irmão do filho pródigo, condenando a seus irmãos e já não sabe mais o direito de herança que tem, você precisa de um renovo, ou seja, precisa ser verdadeiramente consolidado na vida cristã e no propósito: Ganhar vidas e consolidá-las na fé em Cristo.

Todos precisam de consolidação, todos devem experimentar o consolidar a outros.

O tema consolidação, além de ser restaurador, traz consigo muita motivação. Cuidar de vidas é um desafio, dá trabalho, mas nos dá um nível de satisfação que outros bens desta vida não podem dar.

Qual é o ser humano que não está precisando ser consolidado, amparado, ajudado, socorrido em uma área específica? Nós não podemos nos esquecer de fatores que são de fundamental importância para não falharmos no processo da consolidação.     

A consolidação é como o verbo no gerúndio, uma ação contínua, (orando, amando, cuidando) que está sempre indo ao encontro de alguém ou de algo. Não é algo estático, mas dinâmico e processual. Não podemos nos esquecer jamais, dessas características. É algo que precisa estar muito claro em nossas mentes.

Quando começamos a cuidar de vidas, além de enfrentarmos a guerra que o cotidiano nos apresenta, somos levados a tirar a ovelha, o discípulo, da boca do lobo diariamente, por isso consolidação demanda sermos vigilantes. Então, além da nossa guerra pessoal, temos que tomar as guerras dos outros. Alguns dizem: Eu não tenho condições de cuidar da minha própria vida, como cuidarei da vida dos outros? Para muitos, essa afirmação é uma verdade. Realmente precisam ainda de consolidação, para depois consolidarem a outros. Quem não foi consolidado, não está apto para consolidar, e quem não está sendo constantemente consolidado, não saberá consolidar os mais carentes.

Outros, porém, têm usado isso como desculpa para nunca se envolverem com a obra do Senhor. Estão na Igreja há anos, apenas recebendo e nunca se sentem preparados para cuidar de vidas... Deus quer despertá-los! 

A consolidação é uma ferramenta de Deus. A Visão sem consolidação é como um bebê sem alimento, que vai se desnutrindo até chegar ao óbito. Por que muitos não têm alcançado sucesso na Visão? Porque não atentaram para essa chave maravilhosa chamada consolidação.

Uma Igreja em crescimento não pode deixar de lado este processo, pois a consolidação não é um gabinete enfeitado, uma ficha cadastral bem preenchida, uma equipe treinada tecnicamente. Tudo isso é importante, mas não é fundamental. O fundamental é o investimento contínuo, a atitude consolidadora permanente. Aquele que começou a obra tem que completá-la. Aquele que começou a consolidar tem que cumprir o seu papel até o final.

A consolidação é similar ao processo de crescimento de uma pessoa - da educação básica até o amadurecimento para um matrimônio. A consolidação é a base da formação. Sem ela o crescimento não é verdadeiro e a multiplicação nunca acontecerá, pois é nessa formação que nascem os 12.     

Quando estamos responsáveis por uma vida, é nosso dever alimentá-la até que esteja madura para tomar decisões, ciente que uma pessoa que é discípula nunca despreza o conselho, sempre busca ajuda para estar caminhando com mais segurança.

Como fazer uma consolidação com sucesso? Alguns procedimentos são necessários:

1. Saber o valor de cada vida.

O coração de Deus está cheio de almas perdidas. Então, se eu amo vidas, é minha obrigação buscá-las. Ou amamos vidas ou morremos (Gn. 30:1). Cada vida vale mais que o mundo todo. Se nós levarmos esse princípio a sério, com certeza o nosso caráter consolidador será ajustado e a nossa eficácia redobrada.            

Devemos crer que ganhar vidas reflete um espírito de sabedoria, pois quem ganha almas é sábio (Pv. 11: 30 ). A questão, porém, não é só ganhar muitas almas, mas consolidar a todas que forem ganhas. Jesus disse: de todos que o Pai me deu, nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição como a respeito dele estava escrito. Nem todos permanecerão, mas devemos fazer a nossa parte, consolidando de forma plena e contínua a cada vida que Deus nos permitir ganhar.

2. Investir incansavelmente.

No processo de consolidação muitos desistem facilmente. Imagine algo: Se a cada cara feia que você fizesse, a cada mau humor que você deixasse escapar, a cada grosseria que você permitisse no comportamento, a cada ofensa que você fizesse as pessoas, a cada reação negativa no seu comportamento, você recebesse um julgamento e Deus desistisse de investir em você, o que seria da sua vida? Sei que nós já fizemos muitas coisas feias, desagradáveis, reprováveis e muito vergonhosas, porém Deus continuou acreditando e vai sempre acreditar em nós!

Se Deus decidiu não desistir de mim, vou correr também atrás daquele que está desistido, vou socorrê-lo, vou ministrar-lhe um novo ânimo, vou ajudá-lo a administrar os prejuízos e as consequências dos seus erros, serei a ferramenta consolidadora usada pela mão do próprio Deus para trazer de volta os que estão distantes, e serei usado para manter firmes, os que estão perto. Tudo isso, lembrando sempre que a consolidação é um processo contínuo, que mantém os que estão perto, e busca os que saíram!

Faça-se uma pergunta: De quantos Jesus desistiu? Jesus nunca desistiu de ninguém. Para Ele uma vida é tão importante que Ele decidiu morrer só para nos salvar. Então, a consolidação bíblica não aceita perder, pois a perda é a derrota!  

"Enquanto eu estava com eles, eu os guardava no Teu nome que me deste; e os conservei, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura. ”  (Jo.17:12)

3. Fazer do discípulo um filho.

A Consolidação nos leva à maturidade no discipulado, ou seja, gerar filhos para Deus é assumirmos os nossos filhos que geramos pela fé. Jesus sempre nos chama de filhinhos (Jo. 13:33, 1 Jo. 2:12 ). Essa não é apenas uma forma carinhosa, é uma atitude de quem assume a identidade paternal. Estamos gerando filhos para Deus, e neste processo, os nossos discípulos nos veem como referência e devemos ministrar-lhes respeitosamente o amor de Deus.

Os nossos discípulos são como filhos. Permita-me fazer um comentário. Quando um discípulo, ou mesmo uma ovelha, me chamava de pai, eu ficava constrangido. Devido aos ensinos humanistas que eu havia absorvido, psicologicamente falando, algo me bloqueava quando um deles me chamava de pai, pois alguns eram bem mais velhos do que eu. Eu me questionava: Como pode uma pessoa com essa idade, com essa posição social, com uma preparação intelectual tão aprimorada, me chamar de pai? ! Era uma verdadeira confusão interior. Tudo isto era devido a falta de doutrina nesta área e a ausência do discipulado.

Hoje amadurecido, compreendendo que a Consolidação gera discípulos e pais espirituais. Cumprem-se hoje, algumas profecias bíblicas na minha vida: Pai de nações. Somos ministrados a repensar os nossos conceitos. Hoje, olhando para a comunidade em Manaus, chamo-os de filhos e eles me chamam de pai. Tudo isso é uma conquista consolidadora, pois em algumas casas os filhos não se sentem parte da família, e alguns pais não assumem sua paternidade no acompanhamento integral de seus filhos, pois também não foram consolidados no passado.      

 Na Visão, a consolidação nos entregará discípulos que sejam verdadeiramente filhos espirituais e que, com alegria, nos chamarão de pai devido a uma conquista, a uma consolidação eficaz. A consolidação gera filhos para Deus e devolve a nossa paternidade espiritual e ministerial.

Valorizando vidas para o crescimento do Reino.

Quando estamos caminhando na rota certa, entendemos que a consolidação é uma ferramenta importante para conservar o crescimento. Vemos tantos ministérios se debatendo sem êxito e sem resultado no seu investimento de tempo, dons, finanças, e amor. Por quê? Porque faltou essa base prioritária. Sem a consolidação as portas do fundo continuam abertas e quando chegam os novos, escapam ou são roubados. Vamos fechar as portas dos fundos! A nossa chamada é que façamos o que o Senhor nos ensina: valorizar as vidas, investir incansavelmente, fazer de cada discípulo um filho.

Espero que a sua vida seja impactada e, muito mais que isso, que haja uma transformação real de vida e destino. Que o Senhor o use como essa ferramenta maravilhosa para fazer uma grande pescaria sem desperdício das vidas. Juntos, veremos de casa em casa o crescimento do Reino e a salvação do nosso povo.

Ministração: A equipe orar de mãos dadas pela unção, zelo e determinação para cada um dos 12, consolidar de forma espiritual e eficaz, a cada vida para que nenhuma se perca ENDJ.

 Texto escrito pelo Ap. Renê Terra Nova. Supervisionem a transmissão deste estudo a 3ª e 4ª geração de discípulos e de Prs.

Excelente discipulado a todos.

Amo vocês.           

 Ap. Fábio A. Abbud

 

 
Imprimir
 
Compartilhe:
 
Comentarios:
 
TV IACC

Broadcast live streaming video on Ustream

Programação ao vivo

<p>- Domingo: 09:30hs e 18hs - Culto da Fam&iacute;lia<br />
&nbsp;</p>

 

Cultos anteriores | Canal de Videos

Redes Sociais
 Compartilhe:
 

IGREJA APOSTÓLICA CORPO DE CRISTO MINISTERIO PENHA - Tel: 2957-0551 -Email: iacc@iacc12.com.br - Endereço: Rua intiguçu 2601 - São Paulo SP Todos os direitos reservados - 2005 - 2013 - Webdesign