m12 2018
CIDADE DE DEUS
A conquista do território
São Paulo, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018
igreja em celulasvisão celulas
Estudo para os 12
28/03/2017
Crescimento através das células

Atos 5: 42 e 6:1 a 4

Texto acima nos revela evidências muito claras de que a igreja deixada por Jesus na Terra, era uma igreja em células e governada por uma liderança de 12 apóstolos. (O modelo Apostólico).

A Visão que hoje vivemos (a Visão Celular no Modelo dos 12) é uma revelação, acompanhada de uma unção derramada por Deus sobre a igreja, para que ela conquiste os territórios, fazendo discípulos de todas as nações.

Outra evidência contida no texto é que desde o princípio o modelo das células e dos 12, é um modelo de crescimento e multiplicação de discípulos. At. 6: 1 diz: Ora, naqueles dias, multiplicando-se o número de discípulos...

Crescimento no sentido espiritual, pessoal, ministerial e numérico, pois a Visão trabalha para formar pessoas bem-sucedidas, que aprendem a liderar na vida secular e na igreja. Através dos processos da Visão, as pessoas se fortalecem espiritualmente através do amor e da fé, aprendem códigos de honra e submissão para relacionar-se com autoridades, desenvolvem inteligência emocional, ganham desenvoltura para falar, e habilidade para gerenciar pessoas, todo este tratamento gera líderes que crescerão a cada dia, na vida secular e ministerial.

Além do crescimento, a Visão traz consigo um DNA que produz multiplicação, e este fator multiplicador está no modelo dos 12.

Há na Visão uma unção que multiplica vidas salvas, famílias restauradas, novos líderes levantados por Deus, igrejas de denominações diferentes, que passam a viver a unidade do Corpo de Cristo através da linguagem comum, do ganhar, consolidar, discipular e enviar.

Este crescimento e multiplicação que vem através das células, não depende apenas de termos a estratégia, ou os títulos da Visão, mas sim, de como a realizamos.

Partindo deste princípio, há vários requisitos práticos para que as células sejam saudáveis e possam se multiplicar, através deste estudo veremos alguns deles:

1. As células precisam ter a vida de Deus.

Para que a vida de Deus esteja na célula, ela precisa estar primeiro na vida do líder, ele é o condutor do avivamento para toda a célula.

O líder bem-sucedido (que tem unção e frutos) é aquele que sempre se relaciona pessoalmente com o Espírito Santo. Três características definem o perfil deste líder:

  • Vive em santidade, não tem pecados ocultos, mágoas, desafetos com pessoas, infidelidade nos dízimos e ofertas, ou quaisquer pecados que lhe roubem a unção.
  • Ama a Jesus, a seu líder e aos perdidos. O amor é a essência de Deus e da Visão. Nosso amor a Deus e a nossos líderes, nos capacitará a amarmos nossos discípulos. Em Jo. 21:15 Jesus pergunta a Pedro por três vezes se ele o amava, (Jesus era Deus, mas também o líder de Pedro) e quando Pedro por três vezes responde que sim, Jesus lhe diz por três vezes, que este amor deveria ser demonstrado de forma prática a Deus, ao líder (Jesus) e as vidas, através do apascentamento dos discípulos que Jesus lhe havia confiado. Nossa aliança de amor com Deus, com nossos líderes e nossos discípulos, é uma chave para multiplicar líderes que vão permanecer e reproduzir a Visão.
  • Entende a necessidade de orar e conhecer a palavra de Deus. Orar e alimentar-se da palavra, são requisitos para a saúde do espírito, como comer e beber, são para a saúde do corpo. Alguns discípulos se enfraquecem na fé e se tornam vulneráveis ao pecado, pela falta de oração e comunhão com a palavra. Orar é encontrar-se com Deus. Quando alguém entende isto, orar e buscar, deixa de ser um peso ou uma obrigação, e se transforma no prazer de estar com o Espírito Santo, que nos blinda e nos unge.
  1. As células precisam ter foco.

O objetivo das células é edificar espiritualmente os que fazem parte dela, mas também ganhar novas vidas para Cristo, pois é pelas células que vem o crescimento. Uma célula sem foco e atitude no evangelismo, tende a estagnar e desaparecer.

O líder deve orar, agir, e envolver os membros da célula, para seja ganha pelo menos uma vida por semana. (Ex. Se o líder desafiar cada um dos participantes da célula a trazer um convidado na próxima reunião, e se todos orarem e trabalharem por este alvo, certamente novas vidas serão salvas e a meta será alcançada).

Cabe ao líder orar, motivar e dar o exemplo no evangelismo, ou seja, se ele trouxer vidas para a célula, a legalidade espiritual estará aberta para que os outros também tragam. Em toda a Visão o líder é o modelo.

2. As células precisam trabalhar com metas.

Metas são balizas que nos levam até o alvo. Devemos ter metas claras que nos desafiem, mas que também sejam possíveis.

No caso das nossas células podemos fixar as seguintes metas para cada célula:

  • Uma vida salva por semana (lembre-se que 4 ou mais pessoas estão trabalhando por isto então se torna mais fácil).
  • Uma vida consolidada por mês (se esta meta for alcançada durante todo o ano, a célula terá contingente para a multiplicação).
  • Duas vidas enviadas ao próximo encontro (dependendo do número de células que houver na igreja, isto possibilitará um encontro a cada três meses).

Estas metas devem ser escritas e colocadas de forma visível na célula e colocadas em oração em todas as reuniões. Também os líderes de células e os 12 devem acompanhar e supervisionar as metas e trabalho das células. Os líderes que cumprirem ou superarem as metas podem ser honrados e presenteados (com um CD ou um livro por exemplo).

Os que não alcançarem devem ser assistidos mais de perto por seu líder de geração e motivados a perseverar.

Trabalhar com metas pode parecer frio e complicado, mas é o que tornará o trabalho mais fácil e a célula mais frutífera e alegre. Onde há novos convertidos há alegria.

3. As células precisam consolidar os novos.

A consolidação é o coração da multiplicação (leve todos a repetirem isto 2x). Este deve ser um exercício comum e cotidiano de amor, oração e acompanhamento direcionado aos novos.

No processo de consolidação é fundamental orarmos constantemente pela nova vida, mas ela também precisa de atenção, orientação, consolo e apoio em relação ao que esteja vivendo. (Ex. Num trauma familiar, numa necessidade financeira etc).

Embora a Visão fale de multidões, uma multidão começa com um.

Deus nos entregará as multidões quando entendermos o valor de cada vida. Não se estresse querendo cuidar de várias pessoas ao mesmo tempo, mas dê tempo de qualidade a uma vida, e esta vida bem-amada e cuidada, trará mais uma e mais uma...

Lembre-se: de uma única semente Deus pode gerar uma floresta!

4. As células precisam fazer parte da comunhão e do corpo da igreja.

As células são partes de uma mesma igreja, que se reúnem em grupos menores sob o envio (sob a bênção) de seus líderes principais (Apóstolos ou Pastores).

Este conceito começa a ser transmitido pela apresentação da célula: Esta é uma célula da Igreja tal, que está sob a cobertura dos Apóstolos ou dos Pastores fulano de tal, cujo templo fica na rua tal...

Isto é importante para que se gere identidade, o sentimento de pertencimento nos discípulos e a unidade da igreja local.

Há pessoas que por conhecerem a Jesus numa célula e se sentirem supridas ali, não desenvolvem nunca o desejo de frequentar os cultos, e isto lhes é prejudicial, por atrasar seu crescimento espiritual. Elas não sabem quem é seu Pr. ou Ap. e nem participam das atividades específicas, como as redes e ministérios do templo.

Também há líderes que começam equivocadamente, sentirem-se pastores daquele pequeno rebanho que é a sua célula, a qual é na verdade apenas um aprisco confiado pelo Pr. principal da Igreja, o qual é responsável por todas as células e discípulos.

É o líder da célula que conecta ou não, os discípulos aos Pastores, as atividades e a estrutura da igreja. At. 5: 42 diz: E todos os dias, no templo e de casa em casa, não cessavam de ensinar e pregar Jesus, o Cristo. A Visão se torna completa para os discípulos, quando estes participam da vida comum da igreja nas células e no templo.

Como o líder pode vincular as vidas ganhas na célula ao corpo da igreja?

  • Entendendo que a missão não é fazer discípulos para nós mesmos mas para Jesus e para a Igreja a qual fazemos parte.
  • Pela ministração de que a Igreja é muito mais do que a célula oferece.
  • Através de encaminhar as pessoas da célula para o batismo, para os cultos e para os passos da Visão. Ex. Pré-Encontro, Encontro e Pós-Encontro, E. L.
  • Dando o exemplo de presença e comprometimento nos eventos gerais da igreja e não apenas de sua própria geração. Ex. Enviar os jovens para a rede de jovens, as mulheres para a rede de mulheres etc.
  • Não se associando ao discurso dos discípulos, de que ir ao culto é longe, difícil ou desnecessário.
  • Apresentando sempre e gerando amor e honra a imagem dos líderes que nos cobrem, para que a Visão não seja fragmentada. (Ex. Os Pastores que citam no púlpito o nome do Ap. Renê).

A Visão é simples e eficaz e a observância destes princípios, certamente produzirá nas nossas células, saúde, crescimento e multiplicação abundantes.

Deus os abençoe e multiplique conforme a promessa. Amamos vocês. Aps. Fábio e Claudia Abbud e Aps Eliezer e Zenita.

Por favor transmitam esta ministração aos discípulos e Pastores de aliança de 1ª, 2ª, 3ª e 4ª geração.

 
Imprimir
 
Compartilhe:
 
Comentarios:
 
TV IACC

Broadcast live streaming video on Ustream

Programação ao vivo

<p>- Domingo: 09:30hs e 18hs - Culto da Fam&iacute;lia<br />
&nbsp;</p>

 

Cultos anteriores | Canal de Videos

Redes Sociais
 Compartilhe:
 

IGREJA APOSTÓLICA CORPO DE CRISTO MINISTERIO PENHA - Tel: 2957-0551 -Email: iacc@iacc12.com.br - Endereço: Rua intiguçu 2601 - São Paulo SP Todos os direitos reservados - 2005 - 2013 - Webdesign