m12 2018
CIDADE DE DEUS
A conquista do território
São Paulo, Domingo, 19 de Agosto de 2018
igreja em celulasvisão celulas
Estudo Biblíco
07/10/2011
Consolidação - Curso de discipulado - Parte 11

 

Nossa autoridade em Cristo
 
"Eis que vos dei autoridade para pisar serpentes e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; e nada vos fará dano algum." (Lucas 10: 19)
 
Imagine um soldado no campo de batalha enfrentando o exército inimigo. Ele está empunhando uma metralhadora potente e avançando para o confronto. Ao longe, avista um de seus oponentes que caminha em sua direção, apenas com um pequeno canivete. O soldado começa a gritar dizendo: "Não se aproxime, eu tenho uma metralhadora em minhas mãos, somos mais fortes, não chegue perto”. Contudo, o seu adversário parece não dar importância aos avisos e continua avançando em sua direção, com um olhar ameaçador. O soldado grita novamente: "Eu já avisei, não chegue perto!" O outro não dá ouvidos e agora já está a poucos metros do soldado. Este, percebendo que a situação não vai mudar, implora gritando: "General, socorro! " O general apenas diz: "Aperte o gatilho."
 
Esta história apesar de parecer absurda, reflete a situação de muitos crentes que não sabem como usar a autoridade que têm contra o inimigo. Temos poder e autoridade. A bíblia diz que estamos em guerra:
"Pois, não é contra a carne e sangue que temos que lutar, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes do mundo destas trevas, contra as hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestes” .(Efésios 6:12)
 
Devemos aprender a usar as nossas armas: “ pois as armas da nossa milícia não são carnais, mas poderosas em Deus para demolição de fortalezas” ( II Coríntios 10: 4).
 
Muitos cristãos estão pedindo socorro a Jesus, o nosso general, em situações em que deveriam estar usando o poder e autoridade que tem. Geralmente, estes irmãos confundem dependência com obediência. Eles dizem assim: "Bem, eu dependo de Deus para todas as coisas, se ele quiser repreender o inimigo em minha vida, Ele fará. Mas, se não quiser, eu não posso fazer nada, estou na dependência dEle. É claro que todos nós concordamos que devemos depender de Deus em nossas vidas no que diz respeito às nossas decisões, à nossa jornada, ao nosso futuro, aos nossos planos... Porém, quando se trata do que o inimigo está fazendo ou tentando fazer contra nós, não  é uma questão de dependência e sim de obediência.
 
Não devemos dizer Que somos dependentes de Deus nas situações em Que Ele já nos deu ordem expressa para agirmos. Devemos compreender a autoridade que temos e usá-la contra o nosso inimigo. "Sujeitai-vos, pois, a Deus, mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”.(Tiago 4:7)
 
                Note que resistir ao diabo é uma questão de nossa responsabilidade e não de Deus. Alguns acham que a autoridade sobre o diabo pertence apenas a poucos escolhidos, aos quais Deus deu poder especial. Isso não é verdade. A autoridade, pertence a todos os filhos de Deus.
 
            Recebemos esta autoridade quando nascemos de novo aceitando a Jesus como Senhor, então, herdamos O NOME DO SENHOR JESUS CRISTO e podemos usá-lo em oração contra o inimigo.
 
            O diabo não quer que os crentes compreendam a autoridade que têm, porque desta forma continuará a dominá-los. Alguns têm tanta ignorância sobre exercer autoridade, que enfrentando tormentos provocados por demônios, chegam a atribuir tais situações a Deus, dizendo que esta é a vontade de Deus para mantê-los em "humildade", ou ainda quando enfrentam pressões malignas que os afastam da igreja pensam que é da vontade de  Deus, acham que estão tendo "discernimento espiritual" sobre o que fazer com suas vidas. Portanto, este é um assunto de extrema importância, pois, exercendo nossa autoridade de forma correta, pisaremos na cabeça do diabo e o manteremos no lugar dele.
 
            "E estes sinais acompanharão aos que crerem e em meu nome expulsarão demônios”. Marcos 16: 17
            Em seu livro: A autoridade do Crente, o pastor Kenneth E. Hagin diz o seguinte: "A autoridade nos pertence quer tenhamos consciência disto ou não. Mas o simples fato de saber a respeito não é o suficiente. É o conhecimento transformado em ação que traz resultados!
 
É uma tragédia que alguns crentes possam viver toda uma vida e nunca se conscientizarem do que lhes pertence. Alguma vez você já parou para pensar que a salvação pertence ao pecador? Jesus já comprou a salvação do pior pecador, do mesmo modo que Ele o fez por nós. É por esta razão que Ele nos mandou falar das boas novas, ir dizer aos pecadores que eles estão reconciliados com Deus. O pecador não sabe o que lhe pertence, portanto não pode usufruir os benefícios. Do mesmo modo, se os crentes não sabem o que lhes pertence, de nada poderão usufruir." No texto de introdução a este estudo, a palavra de Deus " nos diz que temos autoridade para pisar serpentes e escorpiões. Estes são espíritos malignos que querem nos contaminar com o veneno da mentira e nos manter debaixo do poder do diabo. Alguns crentes pensam que o diabo é muito poderoso e vivem com medo, pedindo a Deus um lugar onde possam se esconder dele. Saiba, entretanto, que você foi chamado para pisar na cabeça do diabo! Jesus já fez isso na cruz:   
 
"E tendo despojado os principados e potestades, os exibiu publicamente e deles triunfou na mesma cruz. " (Colossenses 2: 15)
 
Nós devemos fazer a mesma coisa: "Para isto o filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do diabo." (I João 3: 8b)
 
Jesus se manifestou para destruir as obras do diabo, hoje a igreja, que é o seu corpo, está na terra para fazer a mesma coisa colocando todos os seus inimigos por estrado dos seus pés.
 
Autoridade e Poder
Autoridade e poder são coisas distintas embora caminhem sempre juntas. Na bíblia encontramos vários textos que declaram que temos as duas coisas através de Cristo. Podemos dizer que autoridade está relacionada com governo, com a capacidade de dar ordens, enquanto que o poder está relacionado com a força e a capacidade de intervir numa situação. Todavia operam simultaneamente. Um policial de trânsito não c tem poder físico para parar um carro ou caminhão, porém, eles fazem apenas um sinal e os veículos param. Eles estão investidos de autoridade e atrás  desta autoridade está o poder do governo a que servem. Se alguém tentar desrespeitar sua autoridade, enfrentará o poder do Estado.
 
No reino do Espírito agimos da mesma forma. Temos autoridade delegada e atrás desta autoridade está o poder do nome de Jesus. Em nossa própria força, não poderíamos enfrentar o menor dos demônios, mas fazemos na autoridade e na força do Senhor. Se você está em Cristo, deve se posicionar contra toda e qualquer ação do diabo em tua vida e dizer: "Saia da minha frente agora!" Ele pode rugir e fazer muito barulho como o leão faz, mas você tem autoridade contra todo o poder do inimigo. Use sua autoridade! Dê uma palavra de ordem ao diabo!
 
Exercemos autoridade a partir da nossa posição em Cristo
 
A bíblia diz que tendo Jesus ressuscitado, recebeu uma posição de autoridade sobre todas as coisas.   "Que operou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar-se à sua direita nos céus, muito acima de todo principado, e autoridade, e poder, e domínio, e todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro. "(Efésios 1:20,21).
 
Veja, este texto nos diz que Jesus está muito acima, não é um pouquinho mais, é muito acima de todos os demônios e qualquer outro poder existente. Alguns crentes podem pensar: "Bem, isso é com Jesus, não comigo; eu sou tão fraco e me sinto tão impotente, preciso que Jesus vença o diabo para mim”. 
Porém, preste atenção no que os próximos versículos estão dizendo sobre a nossa posição em Cristo.
"E sujeitou todas as coisas debaixo dos seus pés, e para ser cabeça sobre todas as coisas o deu à igreja, que é o seu corpo, o complemento daquele que cumpre tudo em todas as coisas." (Efésios 1 :22,23).                  
 O poder e a autoridade de Jesus foram transferidos à igreja. Jesus sujeitou todas as coisas debaixo dos seus pés. Nós somos o corpo de Cristo, nós somos os pés de Cristo, somos o complemento dEle, isto significa que Ele exerce sua autoridade na terra através da igreja, temos autoridade nEle!
 
Autoridade exercida através do nome de Jesus
Todo o poder que Jesus tem se expressa através de seu nome. Este nome nos foi dado para que o usemos contra todo mal. Em Marcos 16: 17 está escrito: "em meu nome expulsarão demônios”. É através do nome de Jesus que exercemos autoridade sobre os demônios. Se você nasceu de novo, tem o direito de usar o nome de Jesus, este nome é seu como arma de guerra, comece hoje mesmo a exercer sua autoridade.
 
"Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu o nome que é sobre todo nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai”.Filipenses 2: 9-11
Autoridade exercida com fé
 
A fé está envolvida no exercício da autoridade espiritual. Nossa fé está baseada na palavra de Deus e não em sentimentos ou manifestações externas. Cremos no coração e falamos com nossa boca (II Coríntios 4: 13) e devemos permanecer firmados até que se manifeste. Algumas pessoas, quando exercem autoridade sobre demônios, ficam esperando arrepios ou manifestações para terem a certeza de que o diabo se foi. Isto pode acontecer, mas não necessariamente.
 
Exerça autoridade em nome de Jesus e permaneça nela. Se você está em Cristo e exerce autoridade contra qualquer coisa maligna em sua vida o diabo tem que correr. Algumas pessoas ficam desanimadas quando as circunstâncias não mudam imediatamente e se voltam para o natural. Começam a fazer comentários incrédulos e derrotam-se a si mesmos. Dão ao diabo domínio sobre eles através da incredulidade. Lembre-se, é a incredulidade, e qualquer outro pecado que cometemos que dão autoridade ao inimigo de agir na nossa vida, a bíblia diz: não deis lugar ao diabo. Não devemos subestimar o inimigo, se dermos lugar ele entra e destrói.
 
Em Mateus 8:5-10, encontramos uma história maravilhosa de alguém que compreendeu autoridade exercida pela fé. Vejamos:
 
"Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, chegou­-se a ele um centurião que lhe rogava, dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa paralítico e horrivelmente atormentado. Respondeu-lhe Jesus: Eu irei, e o curarei. O centurião, porém, replicou lhe: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado; mas somente dize uma palavra, e o meu criado há de sarar. Pois também eu sou homem sujeito à autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem; e ao meu servo: Faze isto, e ele o faz. Jesus, ouvindo isso, admirou-se, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que a ninguém encontrei em Israel com tamanha fé”.
 
 Aquele centurião creu que Jesus estava debaixo da autoridade de Deus e que Ele tinha autoridade sobre o espírito imundo que estava atormentando o seu criado. Ele sabia que se Jesus simplesmente exercesse sua autoridade enviando uma palavra, a situação mudaria e o diabo teria que se submeter. Jesus admirou-se de sua fé e de sua compreensão sobre autoridade. Hoje, temos a autoridade que Jesus tinha quando andou sobre a terra e devemos exercê-la em fé.
 
Nós é que exercemos autoridade sobre o diabo e não Jesus.
 
Certa vez ouvi um irmão orar da seguinte maneira: "Senhor, repreenda estes demônios da minha vida." Eu pensei comigo: ele pode continuar orando assim o resto de sua vida e nada vai acontecer. Aquele irmão era um crente antigo, mas ainda não conhecia a autoridade que temos em Cristo. Em nenhuma só vez no Novo Testamento a igreja foi convocada a pedir que Deus, o Pai, ou a Jesus, que fizesse qualquer coisa contra o diabo. De fato, pedir isto é um desperdício de tempo. A igreja é que deve exercitar a autoridade que lhe pertence. O menor membro do corpo de Cristo tem tanta autoridade contra o diabo quanto qualquer outro. É claro que eles podem ter um conhecimento diferente sobre a autoridade que ambos têm. Um pode entender e outro não. O povo de Deus geralmente é destruído por não conhecer o que eles já têm da parte de Deus (Oséias 4:6). Jesus já fez tudo o que deveria fazer contra o diabo e seus demônios. Ele os venceu na cruz e nos deu seu nome e sua autoridade para que continuemos vencendo também. Cabe a nós usarmos o que temos.
 
Sujeição e autoridade
 
Alguns poderão dizer: "Eu resisti ao diabo em determinada área de minha vida, mas nada aconteceu. O nome de Jesus não funcionou para mim. Talvez eu não tenha esta autoridade ou não tenha fé suficiente ainda”. Tenho percebido que estas situações geralmente acontecem porque aqueles crentes não desejam se sujeitar a Deus, ou não entregam o controle daquela área a Deus. Se não entregamos o controle de uma determinada área de nossa vida a Deus, o diabo terá força e legalidade para continuar atuando ali. Veja o que a bíblia diz:
"Sujeita i-vos, pois, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”.(Tiago 4:7)
 
Devemos nos sujeitar primeiro a Deus e depois exercer nossa autoridade. Quando você entrega uma área de sua vida a Deus, você está vestindo a farda da autoridade naquela área e poderá com toda convicção e fé resistir ao diabo naquela área e ele sairá correndo de você.
 
Autoridade sobre o inimigo e não sobre a vontade humana
 
É importante entender que temos autoridade sobre o inimigo em nossa própria vida, e sobre quem exercemos autoridade, mas se uma pessoa não quer ser liberta então não podemos libertá-la. Deus não atropela o livre arbítrio que Ele deu ao homem. "Certo pastor estava numa reunião orando para que pessoas fossem libertas, então, olhando para um homem, discerniu que existia um demônio na vida dele. O pastor caminhou em direção ao homem e antes que dissesse alguma coisa, o demônio falou: "Não pode me expulsar, esse homem quer que eu fique, e se ele quer que eu fique, eu posso ficar." O pastor com discernimento disse: "Você está certo", e deixou que o homem fosse embora. Dias depois ele encontrou com o homem na rua e conversaram. Aquele homem exercia plenamente as suas faculdades mentais, não era nenhum louco. Ele parecia bastante espiritual pois tinha um espírito religioso e também um espírito de mentira e de engano. Ele acreditava numa mistura da bíblia com religiões orientais e na verdade inclinava-se mais para as religiões orientais. O pastor disse que aquelas coisas não estavam na bíblia. Ele retrucou: "Com bíblia ou sem bíblia gosto disso e vou continuar assim". Saiba que o livre arbítrio permanece. Você deve orar e interceder pelas pessoas, mas não poderá decidir por elas. Deus vai tocá-las através da Palavra, em muitos casos Deus mostra o que esta errado, mas se a pessoa não quiser, ninguém poderá fazer nada.
 
Se as pessoas quiserem viver em pecado, elas podem. Se quiserem ser livres, poderão ser livres. Mas enquanto elas mesmas não quiserem ser livres, Jesus não vai libertá-las. Certamente ainda existe muitas coisas que você vai aprender sobre exercer autoridade em Cristo, Porém, saiba que você já é livre e não precisa ficar debaixo do controle de nenhum demônio ou estar oprimido em sua mente, ou com medo, ou se sentindo fraco e impotente diante das dificuldades espirituais. Você está em Cristo e já tem poder e autoridade para vencer todas as coisas.
 
Leia e medite durante a semana:
Mateus 28: 18 (Jesus recebeu toda autoridade e delegou sua autoridade à igreja).
Mateus 10: 1.
Marcos 16:17,18.
Lucas 10: 19.
Tiago 4:7.

Responda e compartilhe com seu discipulador:
1.      Exercer autoridade em nome de Jesus é um direito de todo crente?
2.      Você tem exercido a autoridade que tem em sua própria vida? Gostaria de comentar alguma experiência?
3.      Fale sobre como a fé e a autoridade operam juntas.
4.      Por que devemos usar o nome de Jesus quando exercemos autoridade contra o mal?
 
Oração:
"Pai, graças te dou, porque me deste autoridade para e pisar serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do mal e nada me causará dano. Eu fui comprado pelo sangue de Jesus e resgatado das mãos de satanás, por isso em nome de Jesus eu expulso demônios e anulo todas as obras das trevas em minha vida. Eu sujeito o meu espírito e alma e corpo ao Espírito Santo de Deus. Resisto as forças do mal e proíbo toda interferência e influência contra minha vida espiritual, sentimental, financeira e familiar. Declaro que nenhum encantamento e nenhuma arma forjada prevalecerá contra mim. Proclamo que sou plenamente livre por Cristo Jesus, meu Senhor. Amém!”.
 
MEMORIZE Mateus 28:18

 

 

 
Imprimir
 
Compartilhe:
 
Comentarios:
 
TV IACC

Broadcast live streaming video on Ustream

Programação ao vivo

<p>- Domingo: 09:30hs e 18hs - Culto da Fam&iacute;lia<br />
&nbsp;</p>

 

Cultos anteriores | Canal de Videos

Redes Sociais
 Compartilhe:
 

IGREJA APOSTÓLICA CORPO DE CRISTO MINISTERIO PENHA - Tel: 2957-0551 -Email: iacc@iacc12.com.br - Endereço: Rua intiguçu 2601 - São Paulo SP Todos os direitos reservados - 2005 - 2013 - Webdesign