m12 2017
Família
Plano Divino para Reformar as geografias.
São Paulo, Sábado, 16 de Dezembro de 2017
igreja em celulasvisão celulas
Esboço para célula
05/07/2017
A magnitude do amor de Deus

Efésios 3:14-21

Domingo passado a Palavra nos exortou a edificarmos nossa vida espiritual, nos alertou sobre a importância de colocarmos Deus e a sua justiça em primeiro lugar, pois esta atitude abrirá os tesouros do céu na nossa direção e nossas necessidades serão supridas. Este ano é o ano da família, neste viveremos a resposta favorável de Deus, por isso este é um tempo propicio de plantarmos boas sementes, pois as sementes lançadas desenham e escravizam o nosso futuro.

Este texto de hoje nos revela que somos objeto da Graça de Deus. Fomos ricamente abençoados e poderosamente agraciados com o amor de Deus que nos completa e nos faz vencedores. Ele demonstrou o seu amor nos enviando Jesus o Cristo. Ele é a exata expressão de Deus e, portanto, a exata expressão do amor do Pai na nossa direção. Precisamos orar para recebermos a revelação deste imenso amor.

O Apóstolo Paulo no versículo 14 se coloca de joelhos diante de Deus e ora pela igreja, ele pede que sejamos fortalecidos com poder pelo Espírito Santo que habita em nós. Ele revela aqui nesta oração que Cristo habitará em nós pela fé, se estivermos arraigados e alicerçados em amor. Aqui fica claro que esta é uma condição para haver revelação do amor de Cristo em nós.

O versículo 18 e 19 fala que o propósito de estarmos arraigados e alicerçados no amor é compreendermos a largura, comprimento, altura e a profundidade e conhecermos o amor de Cristo. Conhecer significa experimentar, isso fala de usufruir dos benefícios deste amor. Isso fala de uma vida diferente na terra, da certeza da salvação eterna, de uma vida segura e pautada em seu amor. O resultado natural é este amor ser conhecido na terra através de nós, usufruir fala de refletir algo que não entendemos por ser além de nós, mas que vivemos e nos beneficiamos dele.   

Só quem compreende entende o amor de Cristo, e somente quem entende, será tomado pela plenitude de Deus em sua vida, isso significa que nada será difícil, nada será grande demais ou sacrifício demais na fé por Jesus, pois Ele será tudo em nós e nós seremos tudo nEle. Isso significa que seremos uma extensão dEle na terra, que seremos completos nEle e Ele será completo em nós. Cristo é o cabeça da igreja, como igreja somos o Seu corpo na terra, um sem o outro estará incompleto, o que nos liga e consolida, é o amor dEle revelado em nós.

No versículo 18 fala sobre as dimensões do amor de Deus revelado em Cristo por nós. Vejamos:

1.A largura:  O amor de Deus é largo, pois atinge a todos indistintamente. O amor de Deus está desde o início da criação na direção de todos, sobre todos e em Cristo, cobriu a todos sem distinção. Largura aqui significa extensão tomada no sentido horizontal. Um dos sinônimos de largura é a palavra largueza que significa fartura, Liberalidade e Generosidade.

Isso significa que o amor de Deus está disponível a todos, ele alcança a todos sem distinção de raça, cor ou nação, este amor cobre toda a terra, ele é largo e alcança a todos na terra ao mesmo tempo, ninguém fica fora do seu alcance, mas só usufruiremos deste amor se respondermos sim a ele. Um pai pode amar um filho ao extremo, mas se este filho dizer não a este amor e se afastar para viver a sua própria vida, nada poderá ser feito por este pai, este filho continuará sendo amado pelo pai, mas sem conseguir usufruir dos benefícios deste amor.

2.O comprimento: O amor de Deus abrange todos desde os tempos da criação. Não é restrito a um período ou momento da história, ou a um momento em que Ele está de bom humor. Deus não apenas ama, Ele e o amor, e o seu amor abrange a eternidade. É tão extenso que alcançou todas as fases da história da humanidade e também da sua vida. Ele amou no passado, no presente e vai continuar amando no futuro.  Assim como o sangue de Jesus tem o poder de apagar todos os nossos pecados, presentes, passados e futuros e por toda a eternidade, assim é o seu amor.

Comprimento fala de longitude ou lonjura, que significa grande distância. A longitude está relacionada com uma grande distância que caminhamos, corremos, percorremos, voamos ou medimos. A Bíblia diz em I João 2:6 que devemos andar como Jesus andou, portanto, longitude diz respeito também ao nosso caminhar com Cristo. A nossa caminhada cristã não deve ter fim. Essa grande distância que devemos percorrer com Cristo, deve ser feita com amor e dedicação, pois Ele nos amou primeiro e se dedicou sem limites por nós.

  1.  Altura: O amor de Deus é imensuravelmente alto. Primeiro, significa que o amor não é matéria humana, não nasceu no coração humano, nasceu no céu, no coração de Deus e foi colocado em nós, afinal somos sua imagem e semelhança, temos a Sua essência, Deus é amor. O verdadeiro amor vem das alturas, vem do Céu. O verdadeiro amor veio do alto, não é humano, é divino. Tanto que quem ama verdadeiramente, entrega sua vida, se sacrifica pelo outro.

Segundo, significa que houve um dia em que Deus resolveu enviar Seu Filho do céu para descer até nós e revelar o Seu amor. Ele se despojou de toda a sua Glória e veio habitar entre nós. Ele abriu mão da divindade e se vestiu do corpo humano para habitar entre nós. Altura do amor de Deus nos fala da sua Graça infinita que desceu do Céu e se revelou em Cristo. Nós éramos deformados pelo pecado e éramos inimigos de Deus, mas hoje, porque cremos nEle, Ele nos faz seus filhos e herdeiros. Isso é absurdo para a mente natural. O amor de Deus é tão alto que está acima de nós.

4.A profundidade: O amor de Deus não é apenas largo, longo, ou alto, ele é profundo. Isso fala do Caráter ou qualidade do que é profundo, fala de algo complexo, difícil de entender. A bíblia nos ensina em Salmos 92:5 que os pensamentos de Deus são profundos. Em I Coríntios 2:9-13 nos revela que podemos conhecer pelo Espírito Santo, as profundezas de Deus. O Espírito Santo pode nos ajudar a conhecer o mais íntimo e profundo de Deus.

É no profundo que morremos para nós mesmos para vivermos em plenitude para Deus, pois se vivermos na superficialidade, nunca experimentaremos o amor de Cristo em sua profundidade. Precisamos mergulhar no amor de Cristo até morrermos para nossas vontades carnais, nossos egoísmos e achismos, quem nada na superfície, nunca deixará de respirar as coisas desta terra. Mergulhar fundo em Deus, é respirar das coisas do céu, é pensar e se alimentar das coisas do alto e não nas coisas da terra.

É colocar Deus em primeiro lugar na nossa vida, pois se colocarmos Deus em segundo plano, estaremos sabotando nosso chamado, nossa carreira e nossas conquistas. Eu não posso sabotar minha vida com Deus, pois é na sabotagem que arranjamos argumentos e justificativas para não ir ou fazer àquilo que sabemos que precisamos fazer, é encontrar justificativas para não viver como sabemos que precisamos em Cristo viver. Conhecer a profundidade do amor de Cristo é aprender a se doar por Ele assim como ele se doou por nós. Como diz em II Coríntios 5:14: Se ele morreu por todos, logo todos morremos por Ele.

Compartilhar opcional: Esta palavra te tocou, falou com você? Compartilhe!

Líder faça o apelo! Ore pelas metas!

 

Apóstolos Eliezer e Zenita Moreira

 

 

 
Imprimir
 
Compartilhe:
 
Comentarios:
 
TV IACC

Broadcast live streaming video on Ustream

Programação ao vivo

<p>- Domingo: 09:30hs e 18hs - Culto da Fam&iacute;lia<br />
&nbsp;</p>

 

Cultos anteriores | Canal de Videos

Redes Sociais
 Compartilhe:
 

IGREJA APOSTÓLICA CORPO DE CRISTO MINISTERIO PENHA - Tel: 2957-0551 -Email: iacc@iacc12.com.br - Endereço: Rua intiguçu 2601 - São Paulo SP Todos os direitos reservados - 2005 - 2013 - Webdesign