m12 2017
Família
Plano Divino para Reformar as geografias.
São Paulo, Sábado, 16 de Dezembro de 2017
igreja em celulasvisão celulas
Esboço para célula
28/03/2017
O Caráter Cristão e o Fruto do Espírito – Parte VI

Gálatas 5:22-23

Temos falado nas últimas cinco semanas sobre o Fruto do Espírito Santo, falamos sobre o amor, alegria, paz, longanimidade e benignidade, hoje falaremos sobre bondade. São nove características que revelam o caráter de Jesus, estas manifestações estão dentro de nós pelo Espírito Santo, elas lutam contra as obras da carne que se manifestam na nossa velha natureza.

Deus nos criou e nos ama, mas o pecado nos afastou dEle, a nossa velha natureza nos escravizou, precisamos buscar a Deus, pois quando nos alimentamos dEle, somos libertos, curados e salvos. Quando alimentamos nosso espírito pela Palavra de Deus, subjugamos a velha natureza e manifestamos o caráter de Cristo em nós, mas quando alimentamos nossa alma com os desejos carnais, somos subjugados pela velha natureza que anula a obra de Cristo em nós.

A Bondade é reflexo da benignidade, é uma qualidade de coração que revela amor e isso atrai e vinculam as pessoas umas nas outras. Bondade retrata e revela um cuidado pessoal e um interesse pelos outros. É uma atitude afável que coloca as pessoas à vontade e as protege dos sofrimentos. A bondade sempre busca ajudar e curar os que estão fracos e feridos.

O fruto contrário a bondade é revelado pela crueldade, rudez, grosserias, aspereza, agressividade indelicadeza, ignorância, rispidez, grosseria e maus modos. Quem não é bom é mau, quem não é benigno é maligno. A Bondade é divina e foi incluída no DNA humano que foi deformado pelo pecado.

Em Mateus 18:18-19 um homem perguntou a Jesus: Bom Mestre, que hei de fazer para herdar a vida eterna? Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém é bom, senão um, que é Deus. Segundo Jesus, não existe pessoas boas nelas mesmas, mas somente Deus é bom em si mesmo.

Em face do pecado, a pretendida bondade humana encontra-se comprometida pelo egoísmo. Não é possível sustentar os fundamentos da bondade sem uma verdadeira conversão e transformação pelo novo nascimento, temos a tendência para o mal e somente em Jesus Cristo haverá esperança de uma mudança genuína. Se não tomarmos a decisão se sermos bons em todo tempo, poderemos ser pegos em alguns momentos com sentimentos e atitudes de maldades.

A bondade é particularmente divina. Em Salmos 136:1 diz: Louvai ao Senhor, porque ele é bom; porque a sua bondade dura para sempre.

Deus é a raiz de toda bondade. Ele é a causa e o desenvolvimento de qualquer expressão de verdadeira bondade. Em Tiago 1:17 diz: Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.

Deus nunca deixa de ser bondoso, mesmo quando demonstramos nossa rebeldia e ingratidão. A sua bondade não é apenas generosa, mas também genuína. Em Mateus 7:11 Jesus disse: Se, vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem? Jesus revela aqui que mesmo sendo maus, podemos fazer o bem, podemos praticar gestos marcados de bondade, como isso é possível?

Sabemos, pela Palavra de Deus que não pode a árvore boa dar maus frutos, nem a árvore má dar frutos bons. Mateus 7:18. Ora se o homem é mau em si mesmo, não pode produzir frutos bons. Isto contradiz a realidade dos fatos. Assim, não é o homem mau em si mesmo que produz bons frutos, mas o homem mau que se converteu e recebeu o Espírito Santo e agora nele se manifesta o bom fruto, nele aconteceu o novo nascimento, a regeneração, a reconstrução.

A bondade no homem não provem dele mesmo, mas de Deus que nele habita. Somente os filhos de Deus, regenerados pela graça em Cristo Jesus, podem em situações contrárias, praticar verdadeiras expressões de bondade. Temos que lutar contra o mal todo dia, mesmo convertidos e tendo o Espírito Santo, temos que tomar a decisão de aplicarmos a bondade e deixarmos o Espírito Santo nos usar, precisamos rejeitar tudo aquilo que é mau.

Pensar na bondade é refletir sobre o desejo e esforço sincero que precisamos ter, não somente para abster-se de toda aparência do mal, mas para fazer o bem ao limite máximo de nossa habilidade em Deus. Mas tudo isto deve emanar de um bom coração purificado pelo Espírito de Santo. Então, a árvore má que se torna boa, deve também produzir o fruto bom.

Bondade, como fruto do Espírito, é aquela pureza de coração que produz um comportamento virtuoso. Cada um de nós filhos de Deus, recebemos através do Espírito Santo, um novo coração. O fruto da bondade em nossos tratos diários com as pessoas pode ser mantido por conservar nosso coração puro diante de Deus.

A pessoa que mostra bondade não é como a pessoa que é simplesmente justa. Esta dá ao outro somente o que ele merece. No entanto a pessoa movida no Fruto do Espírito, é generosa para dar o que o outro não merece.

Deus depende da nossa resposta para produzir a Sua bondade na terra, por isso precisamos nos arrepender dos nossos pecados e nos apartar do mal. É assim que a luz de Cristo brilhará através de nós nesta sociedade. Necessitamos continuamente expressar esta bondade em nossas respostas e ações em relação aos outros, é uma decisão, quando fazemos assim, o Espírito Santo se manifesta e a bondade de Deus nos leva além do natural, ao ponto de fazermos o bem a quem nos fez o mal.

A bondade no cristão atrai os pecadores a Cristo. A Bíblia diz que é a bondade de Deus que conduz os pecadores ao arrependimento e à salvação. Jesus diz que devemos transportar Sua luz e deixá-la brilhar diante dos homens e não tentar escondê-la. Parte de Sua luz são essas nove expressões do fruto do Espírito Santo brilhando através de cada um de nós.

Uma das qualidades chave que muitos incrédulos cuidadosamente observam e estudam num cristão sólido, é a bondade. Esta qualidade deve estar entranhado no âmago da nossa personalidade como discípulos de Cristo. É possível perceber e sentir quando se está perto desse tipo de pessoa.

O resultado de se ver esta bondade de Deus profundamente arraigada em nossa personalidade, é uma imediata atração das pessoas em nossa direção. As pessoas sentirão seguras à nossa volta, porque se sabe que somos totalmente confiáveis e nunca deliberadamente machucaríamos alguém.

Essa bondade de Deus pode ser transmitida e trabalhada em nossa personalidade pelo poder do Espírito Santo. Podemos ter a bondade real de Deus brilhando através de nós para alcançar outros, se estivermos dispostos a trabalhar com o Espírito Santo neste processo de santificação. Amém!

Prática: orar por todos pedindo a Deus pelo Espírito Santo e em nome do Senhor Jesus, que o fruto da bondade seja manifestado e gerado na vida de cada pessoa, peça para Deus revelar a Sua bondade manifestando-a na vida de cada um. Ore também pela cadeira vazia e faça apelo aos visitantes!

Atenção: Próximo domingo é o culto da Ceia, se organize hoje e formem uma cesta básica para os necessitados

 

Amamos você!

 

Apóstolos Eliezer e Zenita Moreira

 
Imprimir
 
Compartilhe:
 
Comentarios:
 
TV IACC

Broadcast live streaming video on Ustream

Programação ao vivo

<p>- Domingo: 09:30hs e 18hs - Culto da Fam&iacute;lia<br />
&nbsp;</p>

 

Cultos anteriores | Canal de Videos

Redes Sociais
 Compartilhe:
 

IGREJA APOSTÓLICA CORPO DE CRISTO MINISTERIO PENHA - Tel: 2957-0551 -Email: iacc@iacc12.com.br - Endereço: Rua intiguçu 2601 - São Paulo SP Todos os direitos reservados - 2005 - 2013 - Webdesign