m12 2017
Família
Plano Divino para Reformar as geografias.
São Paulo, Terça-feira, 17 de Outubro de 2017
igreja em celulasvisão celulas
Esboço para célula
13/03/2017
O Caráter Cristão e o Fruto do Espírito – Parte IV

Gálatas 5:19-23;  I Pedro 3:9

O Fruto do Espírito Santo se revela como um cacho de uva com nove sabores, é um fruto com nove manifestações, estas manifestações são contrárias as obras da carne que uma vez alimentada, sobressai, escravizando a vida da pessoa que a alimenta. A maior consequência de se andar na carne é a perda da salvação, pois quem anda na carne se constitui inimigo de Deus e isso o da Sua presença.

As obras da carne são conhecidas: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias dissenções, facções, invejas, bebedices e glutonarias. Estas manifestações da carne têm destruído muitas pessoas, famílias e gerações. Por outro lado, quando alimentamos o nosso espírito e alma com a Palavra de Deus, somos libertos, curados e salvos, entramos em um novo nível de vida onde o amor, a alegria, a paz e a longanimidade se tornam verdade em nós.

O fruto da carne traz Irritação, frustação e nervosismo. Quando ficamos irritados significa que estamos supersensíveis ao que nos cerca; Qualquer coisa, mesmo que seja insignificante, nos incomoda; Temos a tendência de exagerarmos na nossa reação, e acabamos agindo de uma forma contrária ao projeto de Deus para nós. O projeto de Deus é que sejamos parecidos com o Senhor Jesus!

Se o Amor, alegria e a paz são manifestações internas que refletem do nosso interior contagiando e curando os ambientes ao nosso redor, a longanimidade, bondade e paciência são manifestações externas que nos leva na direção das pessoas que Deus quer alcançar, começando pela nossa família.

Já falamos sobre amor, alegria e paz, hoje falaremos sobre longanimidade:

Longanimidade significa Paciência, devemos e precisamos ser pacientes com os outros. O fruto da paciência não é uma resignação desesperançada, onde desistimos e cedemos a tudo e a todos, NÃO. A paciência não é uma atitude mental passiva ou inativa, onde devemos “sorrir, engolir duro e aguentar aquilo que é errado ou situações que o diabo e o mundo nos impõem para nos oprimir”, NÃO.

Paciência não é ter uma atitude passiva, pois esta não planeja mudanças, não busca corrigir erros do passado, nem tenta alterar o presente para definir um futuro de êxito. Passividade é comodismo, é viver em estagnação.

O verdadeiro Fruto da paciência significa literalmente temperamento longo. Temperamento longo refere-se a um estado de mente calmo e controlado. Ela se refere a paciência de Deus, o qual é tardio em irar-se e cheio de misericórdia para com a humanidade. (l Timóteo 1:15-16 )

A palavra longanimidade deriva de longo ânimo, ou seja, a capacidade de suportar, de esperar, sem perder o ânimo. Tem também o significado de constância ou perseverança nas dificuldades.

Como já falamos, uma pessoa de longo ânimo pode ser chamada de paciente, pois longanimidade é o mesmo que paciência. Todos nós precisamos ser pacientes, pois todos nós, seres humanos, passamos por problemas na vida que têm um tempo determinado para acabar. A Bíblia diz em Eclesiastes 3:1 que “tudo tem o seu tempo determinado debaixo do céu”.

Cada dor, cada dificuldade pela qual passamos tem um propósito e um tempo determinado para acabar. (Dizer uns aos outros: “Meu irmão! Este seu problema não vai durar a vida toda! Você está passando por tudo isto, pois Deus tem um propósito maravilhoso lá na frente, que seus olhos humanos não podem enxergar! ” Graças a Deus!

A bíblia diz: “O choro pode durar a noite inteira, mas a alegria que já está dentro de nós se manifestará ao amanhecer.” Há tempo de chorar, mas também há tempo de rir, por isso precisamos ser pacientes, lançando sobre Jesus o Cristo, toda a nossa ansiedade.

As provas costumam nos deixar ansiosos, nervosos e irritados. A bíblia, porém, diz em Romanos 12:12: “Sedes pacientes na tribulação, e na oração perseverantes”.

A oração é algo que sobrenaturalmente nos acalma e impede que sejamos agressivos com familiares e com pessoas com as quais convivemos. No livro de Efésios 4:2 está escrito: “Sejam humildes, mansos e pacientes, suportando-vos uns aos outros em amor”. Esta palavra suportando tem dois significados. Primeiro significa dar suporte, ajudar, dar apoio. Segundo significa tendo paciência, sendo longânimos uns com os outros.

A palavra de Deus é uma fonte de longanimidade e de consolação. Em Romanos 15:4 está escrito: “pois tudo quanto outrora foi escrito para ensino, foi escrito afim de que pela paciência e pela consolação das escrituras, tenhamos esperança.

Em Tiago 5:11 o Espírito Santo nos incita a não desanimarmos dizendo:” Eis que temos por felizes os que perseveram firmes. Tendes ouvido da paciência de Jó e vistes o fim que o Senhor lhe deu, porque o Senhor é cheio de tenra misericórdia e compassivo.”

A verdadeira paciência é uma virtude dada ao ser humano pelo Espírito Santo, esta consiste na disposição para passar pela  adversidade com perseverança, enquanto está esperando algo.

A ideia bíblica da paciência analisada como uma das formas  do fruto do Espírito, implica em suportarmos as provas e lutas do dia a dia sem murmurações, e da mesma  forma , suportamos as  acusações e perseguições dos opositores sem perdermos o equilíbrio.

A longanimidade é um dom divino que nos auxilia na conquista de todas as promessas de Deus pela fé. A Bíblia diz que a fé é a certeza das coisas que se esperam e esta palavra vem para nos exortar a esperarmos com paciência, porque tudo tem seu tempo determinado debaixo do céu (Ec 3:1).

Hoje Deus quer falar ao coração dos que estão abatidos, angustiados e sofrendo, que Ele é cheio de compaixão e misericórdia e não está alheio aos seus problemas ou as suas dores, mas na aparente demora para tirá-lo da angústia, Ele quer ensiná-lo a crer, agradecer e louvar mesmo em meio às dificuldades, pois esta atitude libera a resposta de Deus pra você.

Este foi o exemplo de Jesus na trajetória para a cruz, não desistiu, não murmurou antes se apegou a Deus com amor para nos salvar. Esse é o propósito de Deus para a nossa vida, Ele é longânimo para conosco, Ele espera pacientemente que ouçamos a Sua Palavra e sejamos salvos em plenitude. A longanimidade de Deus abre horizontes para que todos se arrependam e sejam salvos. Amém!

Prática: Orar por todos ministrando longanimidade, profetizando a resposta de Deus para suprir as necessidades de cada um. Obs. Fazer o apelo aos visitantes e orar pelas cadeiras vazias motivando os discípulos a trazerem amigos na próxima reunião para estar naquelas cadeiras.

Amamos você!

 

Apóstolos Eliezer e Zenita

 

 

 
Imprimir
 
Compartilhe:
 
Comentarios:
 
TV IACC

Broadcast live streaming video on Ustream

Programação ao vivo

<p>- Domingo: 09:30hs e 18hs - Culto da Fam&iacute;lia<br />
&nbsp;</p>

 

Cultos anteriores | Canal de Videos

Redes Sociais
 Compartilhe:
 

IGREJA APOSTÓLICA CORPO DE CRISTO MINISTERIO PENHA - Tel: 2957-0551 -Email: iacc@iacc12.com.br - Endereço: Rua intiguçu 2601 - São Paulo SP Todos os direitos reservados - 2005 - 2013 - Webdesign