m12 2014
Ampliando a Colheita
pelo Princípio da Honra
São Paulo, Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014
igreja em celulasvisão celulas
Esboço para célula
03/092013
A importância das células
Romanos 10:8-17

A Bíblia é uma fonte inesgotável de sabedoria, inteligência, amor, verdade, unção, vida e paz, nela sempre acharemos respostas importantes para os anseios do coração. Na Bíblia sempre encontraremos ensinos práticos e princípios fundamentais acerca da vida. Somos uma igreja em células, por isso gostaria de falar um pouco sobre a razão de sermos uma igreja nesta visão celular. 

Aqui na Igreja Apostólica Corpo de Cristo, as células não são apenas uma estratégia que escolhemos, dentre as muitas disponíveis. Elas fazem parte de uma visão de como a Igreja deveria ser. O nosso objetivo não é simplesmente levar a nossa igreja a crescer apenas numericamente; desejamos estar de fato, trabalhando na edificação da Igreja como corpo de Cristo na terra, com o propósito de salvar e edificar vidas, cuidando, libertando e curando, fazendo delas discípulos frutíferos, multiplicadores e vencedores no reino de Deus. 

As células para nós não são uma doutrina, mas elas estabelecem uma visão e definem a nossa identidade de igreja. Na IACC as células não são mais um dentre os muitos departamentos em atividade; elas são uma estratégia de conquista, elas geram relacionamentos e manifesta a vida de Cristo nas pessoas. Um membro integrado na célula se torna frutífero e abençoado, cumprindo com facilidade a grande comissão dada por Jesus de fazer discípulos de todas as nações. Mateus 28:19. 

Somos uma igreja em células não por modismo, mas por revelação. Temos convicções claras e firmes, por isso gostaria de falar sobre algumas razões que nos levou a sermos uma igreja em células.

1.     A igreja deve crescer e se multiplicar.  Assim como as células biológicas se juntam para formar o corpo humano, as células da igreja se juntam para formar o Corpo de Cristo. Do mesmo modo como o corpo humano cresce e se desenvolve através do processo de multiplicação celular (cada uma delas, ao atingir a maturidade, se divide em outras duas), a Igreja também cresce através da multiplicação de células sadias. 

2.     Queremos ser uma comunidade terapêutica e transformadora.  Queremos ser um povo que conhece e vive plenamente a Verdade. Queremos ser uma comunidade que tem relacionamentos curados, que cresce com saúde na vida interior e transborda para o exterior com o propósito de ganhar a nossa família, o nosso bairro, nossa cidade, nosso estado, nosso país e a nossa geração! Esta é a nossa vocação e o propósito da Igreja: ser uma família, ser um lugar onde há vida, libertação, cura e aconchego. A visão Celular é a nossa estratégia de crescimento, conquista e prosperidade que alcançará a todos os discípulos. 

3.     Queremos crescer saudáveis, por isso precisamos ouvir e falar.  Em Romanos 10:8 a 17 vemos a importância do testemunhar, do anunciar as boas novas do evangelho, pois a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus. Quando participamos da célula, do Encontro, da escola de líderes, do discipulado e da reunião de celebração no templo, somos curados, libertos, restaurados e restituídos. O alvo é ir além de recebermos fé pelo ouvir, pois, precisamos crescer em todas as áreas e para isso acontecer, precisaremos também compartilhar o que ouvimos. É preciso aprender falar daquilo que ouvimos de Deus  e daquilo que Ele fez na nossa vida. 

É pelo falar que somos cheios do Espírito Santo; é pelo falar que geramos, liberamos e ministramos vida! Nas reuniões de celebração ouvimos para recebermos fé; e nas reuniões da célula, falamos para alcançarmos outros e assim crescermos em fé! Todos nós necessitamos de uma dieta espiritual equilibrada, que envolve ouvir e falar, inclusive quando em um discipulado ou compartilhar, falamos daquilo que doe dentro de nós, somos ministrados e curados pelo Espírito de Deus. 

4.     Como Igreja precisamos e queremos ser uma família. A Igreja, indiscutivelmente, não é o prédio onde nos reunimos, lá é o templo, o lugar onde a igreja se reúne. A Igreja é um edifício espiritual feito de pedras vivas que são as pessoas. A palavra de Deus nos diz que a Igreja é o corpo de Cristo na terra, membros ligados e unidos uns aos outros cumprindo o propósito de Deus de unidade. Entendemos que a igreja é formada por pais, filhos e irmãos espirituais, por discipuladores e discípulos. Não existe discipulado sem relacionamentos e todo relacionamento firmado nos princípios de Deus, traz cura, crescimento e prosperidade. 

A igreja precisa ser uma grande família. A sociedade está cheia de pessoas que foram feridas emocionalmente e enganadas espiritualmente, as quais somente serão alcançadas e libertas através da verdade da Palavra de Deus e restauradas nas emoções através de um ambiente de amor e aceitação familiar. É justamente esta a visão que temos para as células de nossa igreja: que cada célula tenha a essência familiar onde as pessoas são aceitas, integradas e amadas. Homens, mulheres, jovens e crianças crescem e multiplicam no amor de Cristo. 

Na mente e no coração de todo homem e mulher, o lar é o ponto de convergência, o lugar de aceitação e de expressão incondicionais, o lugar de acolhimento e aconchego. A Igreja, dentre tantas ilustrações bíblicas, é um lar, é a casa de Deus onde seus filhos se reúnem, é um lugar onde deve existir expressões de vida e amor. É por isso que somos uma igreja em células, porque desejamos ser um lugar de relacionamentos e acolhimento em amor. Isto só é possível através das células, dos Encontros, do discipulado e dos cultos de celebração. 

Esse é o segredo da edificação da igreja e do seu crescimento. Fica evidente que esse padrão de vida plena começa com eficiência nas reuniões da célula. A reunião da célula em que você está agora participando é tão importante quanto às reuniões gerais de celebração no templo (nosso culto) e nosso discipulado. Um discípulo de Cristo que deixa de participar da célula e do discipulado está comprometendo o seu próprio crescimento espiritual, do mesmo modo que, aquele que deixa de participar da reunião geral de celebração no templo, está se privando do alimento da fé. Nós precisamos desses três tipos de reuniões básicas para crescermos apropriadamente e assim ser feliz. 

Estar nos Encontros, seminários e congressos e ter um ministério frutífero são resultado destes três tipo de reunião. A fé vem pelo ouvir da Palavra de Deus, quando a pessoa ouve, crê e confessa sua fé em Jesus Cristo, ela é salva, recebe uma nova vida. O Senhor Jesus pergunta: Como crerão se não ouvirem, e como ouvirão se não há quem pregue, e como pregarão se não forem enviados, formosos são os pés daqueles que anunciam a salvação. 

Nossa visão é: ganhar com a pregação da Palavra e testemunho. Consolidar, firmando a pessoa nesta Palavra da fé e da verdade. Discipular ensinando esta Palavra no relacionamento, e enviar para que todos cumpram o propósito de Deus na terra que é crescer, frutificar, multiplicar e governar.     

Compartilhar: A célula tem sido benção na sua vida? Porquê?  No discipulado você tem crescido no relacionamento? Em que degrau da escada (ganhar, consolidar, discipular e enviar) você está?

 Atenção: Próximo domingo será a celebração da Santa ceia do Senhor, venha com sua
Deus abençoe você poderosamente. Um beijo no coração!
 
Apóstolos Eliezer e Zenita
 
 
 
 
Imprimir
 
Compartilhe:
 
Comentarios:
 
TV IACC

Programação ao vivo

- Domingo: 18:00 - Culto da Família
 

Cultos anteriores | Canal de Videos

Redes Sociais
 Compartilhe:
 

IGREJA APOSTÓLICA CORPO DE CRISTO - MINISTÉRIO PENHA - Tel: 2957-0551 - Email: iacc@iacc12.com.br - Endereço: Rua Itinguçu 2601 - São Paulo - SP                                                                                       Todos os direitos reservados - 2005 - 2013 - Webdesign